Terminei (em partes)

No dia 25 de março de 2011 ocorreu a defesa da minha tese de doutorado, o último requisito parcial que faltava para a obtenção do título de Doutor em Geografia. Ainda falta fazer algumas alterações no trabalho, solicitadas pela Banca avaliadora, além de arrumar um novo título para a bendita, mas desde então já posso utilizar o título de Doutor em Geografia. A defesa da tese durou pouco mais de 4 horas, e em alguns momentos eu achava que alguns membros da banca estavam alí com o objetivo deliberado de mostrar que eu sou um completo incompetente. Contudo, ao final deste último texto, fui aprovado.

Falta entregar o resultado final, para o qual eu tenho 60 dias a contar a partir do dia 25. No máximo em maio, portanto, a tese estará definitivamente concluída. Esta foi uma das razões pelas quais diminuí significativamente a frequencia de postagens no blog. Outra razão, é o aumento do volume de trabalho no Ipardes neste início de ano, que faz com que eu chegue em casa sem disposição para enfrentar a tela do computador. Meu ritmo de leitura também diminuiu bastante, de modo que tenho menos livros para resenhar e coisas para comentar. Em maio, quando eu entregar definitivamente a tese, vou também iniciar a reforma do Submarino Amarelo, o Opala que eu comprei em janeiro deste ano. Por enquanto, ele só ganhou filtro e óleo novo no motor, além de uma correia novinha no alternador. Há muito por fazer naquele carro, mas a parte da lataria terá início em maio, se tudo correr bem.

Vou aproveitar a postagem e deixar aqui um agradecimento especial a todos que me ajudaram neste trabalho de doutorado, em especial a Angelita Bazzoti e Louise Ronconi Nazareno, que me acompanharam na execução do trabalho de campo, ao Paulo Delgado e Maria Lúcia de Paula Urban, que me auxiliaram na obtenção de recursos para a realização da pesquisa de campo, e a todos os meus amigos que me motivaram a terminar o trabalho. Neste sentido, um abraço especial para Agemir de Carvalho Dias, que me incentivou desde o início a tentar o doutorado, a Luis Lopez Diniz Filho, que me orientou na jornada e me aceitou como orientando e amigo. A muitas outras pessoas devo agradecimentos, mas citar nomes é sempre uma tarefa injusta. Deixo o registro principalmente a estes, que mais próximos de mim estiveram. Quando a versão definitiva estiver pronta e devidamente intitulada, eu indicarei o link aqui no blog.

Comentários

INTERCEPTOR disse…
Fernando, se alguns lá tentaram te mostrar como incompetente é porque tua tese incomodou e se incomodou é porque não foi medíocre. Assim que eu tiver um tempinho para lê-la, comento contigo. Abraço e PARABÉNS.

Postagens mais visitadas deste blog

O ELEITOR BRASILEIRO E O EFEITO MÚCIO

O PROBLEMA DO DÉFICIT HABITACIONAL - PARTE 2

POR QUE ALGUNS PRODUTOS CUSTAM TÃO CARO NO BRASIL?