Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2008

O MISTÉRIO DO CAPITAL – HERNANDO DE SOTO

Por Fernando R.               Hernando de Soto é um economista peruano que alcançou grande destaque mundial por causa de seus trabalhos acerca da importância dos direitos de propriedade para o desenvolvimento de uma economia capitalista. Enquadra-se entre os economistas institucionalistas, que abordam o papel das instituições no desenvolvimento econômico das sociedades.             No livro "O mistério do capital", da editora Record, lançado no Brasil em 2001, o autor se põem a responder a questão da capa: Por que o capitalismo dá certo nos países desenvolvidos e fracassa no resto do mundo? Diante do insucesso das reformas liberalizantes dos anos 1990 em transformar os países latino-americanos, africanos e de várias localidades da asiáticos em economias capitalistas, o autor encontra nos sistemas de propriedade deficientes a causa do malogro destes países subdesenvolvidos em gerar capital.             Nota-se logo no início do livro o conceito com o qual trabalha

SERÁ O ÁLCOOL REALMENTE VANTAJOSO EM RELAÇÃO A GASOLINA?

Imagem
SERÁ O ÁLCOOL REALMENTE VANTAJOSO EM RELAÇÃO A GASOLINA ?               Há tempo venho debatendo a relação entre preço e eficiência no caso dos combustíveis. Recentemente, com o debate acerca da questão ambiental que envolve estes problemas, os biocombustíveis tem se destacado, e com isso o número de pessoas propagando informações falsas cresceu muito. Por isso volto a esse tema, desta vez com informações mais concretas sobre o assunto.             O Balanço Energético Nacional é uma publicação anual que fornece informações sobre as diversas fontes de energia e o gasto por setor. As informações estão disponíveis desde os anos 1970, o que facilita muito conhecer a composição e a evolução da matriz energética brasileira. Por meio do BE eu montei um gráfico, que permite visualizar a relação entre o preço e a quantidade de energia presente nos combustíveis. O preço está em dólares e a quantidade de energia em bep (barris equivalentes de petróleo).               O combustível

Um grande fracasso chamado biodiesel

UM GRANDE FRACASSO CHAMADO BIODIESEL  Por Fernando Raphael Ferro de Lima     Nesta primeira semana de janeiro ganhou espaço nos jornais e na TV a questão do biodiesel que está sendo adicionado ao diesel na proporção de 2%, obrigatoriamente, a partir do dia 1º de janeiro. O biodiesel é um óleo vegetal cujas propriedades químicas se assemelham às do diesel, podendo ser usado como seu substituo em motores diesel. As duas grandes diferenças são que o biodiesel é um combustível renovável e que em sua composição não se encontra enxofre. Justamente aí reside um obstáculo a sua aplicação. O enxofre funciona como lubrificante nos motores, por suas propriedades, apesar de ser extremamente poluente, causador, por exemplo, da chuva ácida. Mas sua ausência reduz muito a durabilidade dos motores diesel. Por isso o biodiesel só pode ser utilizado como aditivo nos motores convencionais, até a proporção de 20%, e para além dessa proporção exige adaptações mecânicas.     A estratégia do

ESPERANÇAS PARA O ANO NOVO

Ao longo de 2007 procurei postar no blog textos que trataram de diversos temas. Entre os mais recorrentes encontram-se aqueles que tratam dos problemas urbanos, principalmente o transporte e da poluição e dos combustíveis. Procurei tratar estes temas tendo sempre em mente a opção que gerasse mais liberdade de escolha para os cidadãos, e de certo modo procurei apontar algumas soluções possíveis, ainda que de forma parcial e incompleta. Neste ano de 2008 espero conseguir ser mais constante na publicação dos textos, e também abarcar um número maior de leitores. Procurarei me esforçar para produzir textos mais sintéticos, rápidos de postar. Espero poder melhorar também a revisão dos textos, que deixou a desejar em várias ocasiões. Os temas continuaram os mesmos, isto é, todos aqueles que eu considero passíveis de emitir um opinião com alguma consistência lógica. Quero ver também se consigo aumentar o número de resenhas de livros, que há tempos andam sumidas do blog, sendo a última del