Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2010

LIBERALISMO URBANO É POSSÍVEL?

Por Fernando R. F. de Lima Pelo pouco que tenho acompanhado nas discussões na internet, grande parte delas por meio de meu amigo Anselmo Heidrich, muitos dos liberais brasileiros seja aqueles organizados em torno do Líber ou do Partido Federalista, acabam deixando de lado o potencial do liberalismo quando aplicado às cidades. No fundo, este é um tema muito complexo, porque o liberalismo tradicional nunca esteve muito ligado às questões que permeiam as cidades mesmo, e sempre foi mais fácil falar de generalidades que de particularidades, ainda mais as urbanas. Antes que algum esquerdista levante-se das profundezas da internet e saia repetindo o que eu disse como se fosse uma crítica a nascente direita brasileira, os esquerdistas tampouco fizeram mais pelas questões urbanas. Quase todas as propostas de esquerda voltadas para a cidade são, no fundo, apenas modelos de distribuição e redistribuição de renda, ou políticas generalistas que podem ser aplicadas sem grandes mudanças tanto no

ALGUNS COMENTÁRIOS SOBRE A QUESTÃO DA MOEDA

Por Fernando R. F. de Lima. Num livro dos anos 1970, Hayek defendeu a idéia de criação de um novo padrão monetário baseado numa cesta de produtos como forma de compensar o fim do padrão ouro. O livro tinha o título " A desestatização da moeda " [i] . O livro é muito interessante como uma referência história na discussão sobre a moeda. Aviso que este não é meu campo de especialidade, mas como sempre leio uma porção de pessoas escrevendo coisas das quais entendem ainda menos, gostaria de deixar aqui algumas impressões e comentários sobre a idéia de desestatização monetária. Como curiosidade, o livro de Hayek dizia que ele achava, na época, ser mais fácil desestatizar a moeda do que a criação de uma moeda comum para os países europeus, o que por diversas razões não apenas técnicas, mas também políticas, revelou-se uma opinião completamente equivocada. O fim do padrão ouro nos anos 1970 foi uma das medidas que acabou com o que de mais próximo havia de uma moeda mundial na época

VIAJANDO PELO BRASIL

Imagem
Neste fim de semana, ou melhor, começo de semana com feriado, viajei pelo estado de Santa Catarina, passando os últimos cinco dias na estrada acompanhado de minha esposa, no lombo da minha moto. O roteiro incluiu serra e praia. Em Florianópolis fomos muito bem recebidos por Anselmo e sua esposa Ana Paulo, onde ficamos por dois dias. Na sequência, fomos para Tubarão, onde ficamos na casa de outro casal de amigos, Lu e Junior, que foram nossos vizinhos em Curitiba. De lá esticamos até a Serra do Rio do Rastro, entre os municípios catarinenses de Lauro Müller e Bom Jardim da Serra.